25/04/2022 às 02:52 EDITORIAL

Iniciando no Nu Artístico

72
2min de leitura

Era dia 27/05/2020, no auge da pandemia. Várias coisas acontecendo simultâneamente, e a incerteza se meu estúdio iria durar a tudo que estava acontecendo na época.

Bem, por que resolvi escrever só agora?

Eu sempre gostei de escrever, contar minhas coisas, contar minha visão de mundo, e claro, minha visão profissional envolvendo a fotografia. Queria muito dar um salto nos meus ensaios, e fazer algo que não tinha feito ainda.

Nesta data não foi o start dos ensaios fotográficos sensuais, eu já havia feito algumas fotos antes. Mas foi o start das minhas fotos no estilo Nu Artístico.

Resumindo a história, a Ju (Juliana Ribeiro), tinha ido ao estúdio fazer um look book, e contei pra ela dos meus objetivos. Falei em detalhes o que tinha em mente, e perguntei se ela toparia fazer algumas fotos "radicalizando".

Quem conhece a Ju, sabe que ela não pensou duas vezes em me dizer sim né? (risos)

Começamos com algo mais sutil, pra ir quebrando o gelo.

Todos os meus ensaios são assim, as primeiras fotos, vamos quebrando o gelo, até a pessoa ir ficando a vontade e confortável.

É uma verdadeira troca de confianças tanto da pessoa fotografada, quanto da minha parte também.

Logo após fazermos essa foto, começamos com as mais "traaa", como diria a própria Ju, ou, "Lança as brabas". (risos)




Como a Ju também curte rodar de moto assim como eu, ela estava com seu capacete, e lancei a idéia:

Ju, minha ideia é fazermos uma foto totalmente nua, com você usando o capacete, do lado tatuado do teu corpo. Bora?

E o resultado foi este ai.

E por que preto e branco, não colorido?

Queria que fosse algo "atemporal", que as cores não chamassem atenção para o que realmente importa.



Foi uma experiência fantástica, e tivemos um resultado incrível.

De la pra cá, venho executando vários trabalhos dentro do estilo Sensual e Nu Artistico, aprimorando cada vez mais.

Como trabalho totalmente dedicado com a auto estima das mulheres, este trabalho fez surgir o projeto MIDAS que falarei com mais detalhes em outra publicação.

Por hora, só queria partilhar com você que está lendo até aqui, como foi dar início neste trabalho tão incrível e pouco compreendido pela maioria que prega a "liberdade e respeito às diferenças".


Muito obrigado você que ficou até aqui. E compartilhe com seus amigos me ajudando a fazer este trabalho chegar a mais pessoas.


Abraços.


Att: Thiago Cruz

25 Abr 2022

Iniciando no Nu Artístico

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

autoestima bordoir ensaiofotográficosensual nuartístico